sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Pirando

Já se sentiu com vontade de gritar chega!
De pedir para o mundo parar que você quer descer, como diz a música...
De orar pedindo para Deus te levar desta vida pois você não aguenta mais tanto stress, conflitos e problemas a resolver.
E ao orar e abrir a Bíblia você dá de cara com uma passagem destas;

Provérbios 29:1
Quem insiste no erro depois de muita repreensão, será destruído, sem aviso e irremediavelmente.

Passam mil coisas na cabeça louca de um indivíduo que crê mas está desesperado sobre o que fazer.

As dívidas, os problemas sem solução, os sonhos frustrados, só conseguimos lembrar das coisas ruins ao nosso redor.

Há momentos, dias, semanas ou fases da vida que são assim...

E o sentimento de desespero e pessimismo nos domina de forma que passamos a odiar qualquer pessoa, até mesmo as que mais amamos (pais, conjuge, filhos)...

Afinal o ódio é um sentimento.
E se só amamos quem está em nossos corações, só odíamos quem amamos.

Pois em algum momento da vida decidimos amar alguém real em vez de se aguarrar a um sonho e desistimos de sonhos, de coisas por pessoas.

Mas assim como as pessoas as coisas voltam, oportunidades surgem novamente para nos por a prova, para testar o quanto realmente valeu a pena trocar um sonho por um amor.

Por isso e preciso sempre relembrar e ter claro na vida o que queremos e o que devemos abrir mão, por maior que sejam as oportunidades, em momentos de crise elas apenas são tentações que nos fazem pirar.

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Sociedade Virtual

Para refletir e testar caso tenha coragem de encarar a vida real:

Ser você hoje, sair do Facebook, quem irá te ligar, ou vira te visitar para apenas conversar...
Se você desinstalar o WhasApp quem tentará entrar em contato com você?
Se você sair dos grupos de discussões, emails, quem irá escrever para você?

Vivemos hoje tão conectados com tantas pessoas e ao mesmo tempo tão distante de uma vida próxima de verdade com alguém.

Gastamos tanto tempo teclando, escrevendo, postando, lendo, comentando, com todos, sobre tudo, e deixamos de ser profundos, íntimos, com alguém, e o pior nos acostumamos com isso e quando temos a oportunidade de estar com alguém não sabemos mais o que falar, pois as conversas virtuais são fragmentadas, são sobre tópicos, são superficiais, e geralmente em grande parte desnecessária.

Desperdiçamos o tempo tentando ser bem vistos, sendo amigos de todos, enquanto nossas almas secam sedente de uma amizade real, de alguém com quem podemos dividir nossos medos, nossos sonhos, nossas fraquezas.

As amizades virtuais são devoradores de tempo que engana e distância mais as pessoas que estão perto, embora de a ilusão de que aproxima as que estão longe.

Além do mais vivemos a época da inutilidade e preguiça. Quanto menos esforço melhor. Para que sair de casa, viajar horas, gastar dinheiro,  tempo, só para ver aquele primo, ou amigo da escola, ou até mesmo o irmão da Igreja?
Basta curtir, seguir, participar de um mesmo grupo virtual, que a saudade vai embora...

De fato, com tantos meios de interagir a distância, desde texto, foto, áudio, vídeo,... isso tudo satisfaz a saudade, mas não o coração que só é saciado com o contato físico, que quer sentir um abraço apertado, que quer sentir um olhar de amor a um metro de verdade.

Por isso saí do Facebook a cerca de 1 mês, assim quem quiser falar comigo que me ligue, quem tiver saudades que venha me visitar...

Com isso recuperei no mínimo 1 hora do meu dia, onde posso ler minha Bíblia, ouvir e meditar nas letras dia louvores, ler livros que gosto, estudar inglês, e até economizar meu plano de dados.

Será que se você fizer isso alguém vai notar? Será que você tem amigos reais?
Será que alguém continuará seu amigo?

Me sinto melhor agora, mais perto de Deus, pois também há muitas tentações e provocações em redes sociais: propagandas que te fazem desejar consumir, pessoas que postam ter coisas que desejamos mas não podemos ter, brigas que surgem as vezes por alguma bobeia, brecha as para a cobiça e imoralidade, em fim... Quem nunca invejou, desejou, ou odiou alguma coisa que já viu no Facebook? ... lutar com estes sentimentos é como pedir para qualquer pessoa a qualquer hora e qualquer dia me dar um soco em qualquer lugar... Eu posso viver sem isso!
Não preciso exibir para ninguém o que tenho, e não preciso provar nada para  ninguém o que sou, o mundo profissional já é assim, uma competição, uma batalha onde tenho sim que provar minha capacidade para manter meu emprego e melhorar para ganhar mais, mas minha vida pessoal deve ser leve, livre, simples, sem mais pesos além das responsabilidades que cada etapa da vida tem...

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Etapas da Vida

Refletindo sobre "a vida"... penso que a grande maioria das pessoas passam por 4 grandes etapas em toda a vida:

Bebê
Infância
Adolescência
Adulto

Não conheço ninguém que se lembre de fato de quando era bebê.
Mas é nesta fase em que todos nós aprendemos muito: Aprendemos a controlar nosso corpo: a andar, falar, correr, ouvir, usar os sentidos, identificar alguns perigos, reconhecer a dor, e nossos limites vitais (não sabemos voar e nem somos indestrutíveis)

Na infância, a partir dos 3 anos, começamos a entender melhor o mundo e as pessoas ao nosso redor, aprendemos a identificar muitas coisas, fazemos amizades, aprendemos a ler, a contar e calcular, e saber que nem tudo é do geito que queríamos... e já começamos a querer ir para a próxima fase da vida...

Na adolescência por volta dos 14 anos,  achamos que já somos adultos, que já  sabemos de tudo, e que o universo gira ao nosso redor.

E já na vida adulta,... mas tem muito velho de mais de 50 anos que ainda não chegou nesta etapa..., que é a etapa onde sabemos o que somos e o que queremos, e agimos com responsabilidade sem ficar dependendo de outros.

Adultos não são sustentados pelos pais ou outros parentes e amigos.
Adultos não ficam experimentando relacionamentos, pessoas, pois sabem o que querem, e que não existe ninguém que seja exatamente como sonhamos, mas que podemos tentar formar uma família como sonhamos.
Adultos não tem pressa, ou anseiam muito o futuro, pois sabem que estão na última fase da vida, e que quanto mais demorar melhor, assim fazem planos para o futuro vivendo o presente.
Adultos sabem que não adianta ficar olhando para traz, ou para os lados, que o passado e as pessoas ao seu redor o influenciaram mas não o controlam.
Adultos resolvem os problemas e não ficam reclamando ou culpando outros.

Mas a vida adulta também tem suas etapas:

Solteiro
Casado
Pai/Mãe: (easy, normal, very hard)
Velhice

A fase mais fácil e mais promissora da fase adulta é a vida de solteiro, mas infelizmente poucos vivem essa fase por muito tempo, geralmente as pessoas saem da adolescência guiada pelos hormônios sexuais para o casamento ou até a vida de pais, mas pular etapas é tem seu preço, pois a vida tem seus modo turbo para ensinar responsabilidade por meio de: gravidez, morte, doenças são coisas que mudam muitas realidades.

Por isso solteiro aproveite, estude, trabalhe, viaje, cresça profissionalmente, e espiritualmente e depois pense em construir uma família.

E o que é melhor do que um solteiro?
Apenas dois, unido forças, andando juntos, namorando, se conhecendo, somando, sonhando, noivando, planejando, casando, construído, crescendo, curtindo, aprendendo, convivendo e lidando com as diferenças e conflitos, se tornando um, crescendo espiritualmente como casal e ao fim ir para a próxima fase: pais.

Infelizmente a maioria chega na fase de pais sem passarem muito tempo como solteiros ou casados sem filhos, e aí está a raiz dos principais problemas em diversos casamentos.
Até cerca de uns 7 anos de um filho, sem contar a gravidez, boa parte do tempo, diversão, recursos, ou qualquer coisa tem que ser feita em função dos filhos.
Durante a gravides a mulher é controlada pelos hormônios e se torna outra, e após ainda tem que voltar a ser o que era que, e geralmente e outro desafio emocional, hormonal e físico.
Além de todo o trabalho antes de se ter um filho, agora há um trabalho diário de amor para no mínimo uns 18 anos.
Se você for um mal pai ou mãe, você terá um mal filho, pois a criança é moldada conforme é criada, assim não há resultado ruim, pois a origem do problema está sempre na educação que os pais deram ou geralmente deixaram de dar. O meio influência muito e por isso a família e a igreja deve conseguir influenciar mais que o mundo corrompido.
Quando somos adultos conseguimos até enxergar o que nossos pais erraram e conseguimos aprender e mudar, mas há muitos pais que são apenas crianças crescidas com suas birras e manias mimadas lutando com outra criança, e ainda muitas vezes exigindo dela o que elas mesmas não são:
Não grite, grita os pais, dando o exemplo de comunicação básica...
Seja organizado, diz os pais que estão sempre com a vida toda bagunça, sem horários claros, sem locais arrumados, sempre atrasados, com as finança sempre no vermelho vendendo o janta para comprar o almoço.
Respeite os adultos, diz os pais que se xingam, que vivem falando mal dos outros adultos na frente dos filhos.
Não bata nos outros, diz os pais que por quaisquer besteira descê a mão no filho...

E aí por diante...
As crianças refletem exatamente o que os pais são de forma muito evidente.

Por outro lado uma criança muito introvertida, tímida, submissa, obediente no extremo, com muito medo, ou explosões de raiva pode significar desde uma violência dos pais a até abuso sexual, afinal como fica a cabeça de uma criança quando no lar os pais que deveriam dar toda a segurança se tornam os agressores?

Crianças sem limites vem de pais sem limites, sem autoridade, e no futuro será que elas respeitarão alguma autoridade ou lei?

Até os filhos saírem de casa para morar sozinhos vou casar-se seremos país, depois desta fase chega a velhice.

Na velhice se tivermos sido bons país, teremos ajuda dos filhos, eles podem nos ajudar por amor, respeito, gratidão, nesta fase onde as forças e a saúde começam a se esgotar.

É uma fase onde podemos voltar a curtir mais o cônjuge, amadurecer, viajar, aconselhar, administrar a vida devagar, sem stress e gozar de tudo que conquistamos.

Mas o mais comum é exatamente o oposto:
Quantos adolescentes de mais de 30 anos ainda moram com os pais?
Quantos idosos são esquecidos pelos filhos e passam necessidades?
Quantas pessoas vivem para sustentar adolescentes rebeldes, baladeiros, vagabundos, drogados de toda idade?

Teoricamente cada um vai colher o que plantar, embora nada é garantia de que vá da certo tudo que fizemos, mas a probabilidade de acontecer algo bom se fizermos as coisas da forma certa com certeza é bem maior...

Eclesiastes 9:11
Percebi ainda outra coisa debaixo do sol: Os velozes nem sempre vencem a corrida; os fortes nem sempre triunfam na guerra; os sábios nem sempre têm comida; os prudentes nem sempre são ricos; os instruídos nem sempre têm prestígio; pois o tempo e o acaso afetam a todos.

domingo, 15 de fevereiro de 2015

Domínio próprio é fruto do Espírito

Gálatas 5:22-26
Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. Contra essas coisas não há lei. Os que pertencem a Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e os seus desejos. Se vivemos pelo Espírito, andemos também pelo Espírito. Não sejamos presunçosos, provocando uns aos outros e tendo inveja uns dos outros.

2 Pedro 1:3-9
Seu divino poder nos deu tudo de que necessitamos para a vida e para a piedade, por meio do pleno conhecimento daquele que nos chamou para a sua própria glória e virtude. Dessa maneira, ele nos deu as suas grandiosas e preciosas promessas, para que por elas vocês se tornassem participantes da natureza divina e fugissem da corrupção que há no mundo, causada pela cobiça. Por isso mesmo, empenhem-se para acrescentar à sua fé a virtude; à virtude o conhecimento; ao conhecimento o domínio próprio; ao domínio próprio a perseverança; à perseverança a piedade; à piedade a fraternidade; e à fraternidade o amor. Porque, se essas qualidades existirem e estiverem crescendo em sua vida, elas impedirão que vocês, no pleno conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo, sejam inoperantes e improdutivos. Todavia, se alguém não as tem, está cego, só vê o que está perto, esquecendo-se da purificação dos seus antigos pecados.

A falta de domínio próprio é a raiz de muitos problemas.
Mas somente uma vida espiritual pode nos livrar do pecado e assim ter domínio próprio.

Romanos, 6:8-14
Ora, se morremos com Cristo, cremos que também com ele viveremos. Pois sabemos que, tendo sido ressuscitado dos mortos, Cristo não pode morrer outra vez: a morte não tem mais domínio sobre ele. Porque morrendo, ele morreu para o pecado uma vez por todas; mas vivendo, vive para Deus. Da mesma forma, considerem-se mortos para o pecado, mas vivos para Deus em Cristo Jesus. Portanto, não permitam que o pecado continue dominando os seus corpos mortais, fazendo que vocês obedeçam aos seus desejos. Não ofereçam os membros do corpo de vocês ao pecado, como instrumentos de injustiça; antes ofereçam-se a Deus como quem voltou da morte para a vida; e ofereçam os membros do corpo de vocês a ele, como instrumentos de justiça. Pois o pecado não os dominará, porque vocês não estão debaixo da Lei, mas debaixo da graça.

Todos pecam, todos sentem raiva, ódio, desejos... Mas temos que ter controle para que isso não nos domine.

Provérbios 25:28
Como a cidade com seus muros derrubados, assim é quem não sabe dominar-se.

Qual são nossos limites?
Em uma discussão há limites de respeito se não se torna ofensas e pecado.
Precisamos ter domínio próprio sobre nossas emoções.

Ambição é bom, pois nos fazem nos mexermos a fim de crescer financeiramente,  profissionalmente, espiritualmente, mas precisa ter controle para não sermos gananciosos, arrogante, materialista.

Temos que ser positivos.
Ser negativo sempre, pois ser comodismo, preguiça... precisamos ter coragem, ser  positivo, e assumir alguns riscos.
Precisamos dominar nossa mente para pensar bem... e não ficar presumindo coisas erradas.

Ter desejos, sonhar é bom.
Mas há desejos maus!
Há inveja,  vingança e outras maldade que querem nos dominar.
Ver TV, mau é pecado.
Mas ver algumas coisas na TV é pecado.
O mesmo vale para Internet e vídeo game ...
Precisamos por limites no tempo que usamos tv, internet, vídeo game... Pois isso rouba nosso tempo de vida e também o tempo com Deus.

Vícios são falta de domínio próprio.
Há vícios de todo tipo: imoralidade, vaidade, trabalho.

Qualquer coisa em desequilíbrio pode virar um vício.

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

O Valor do Profissional

Todos precisamos de dinheiro, a grande maioria das pessoas gostaria de ganhar o suficientemente para não precisar mais se preocupar com o dinheiro, mas geralmente ter muito dinheiro traz também problemas, o principal ao meu ver é que as coisas perdem seu valor.

Um carro é caro ou barato de acordo com o poder de compra de uma pessoa.

Assim se alguém tem muito dinheiro, trocar de carro que seria motivo de alegria, conquista, satisfação se torna algo banal, como almoçar por R$ 100, ou passar o final de semana em algum outro país.

Se temos pouco dinheiro, quando gastamos com algo que queremos,  fazermos disso momentos especiais, mas quando temos demais é difícil emocionar-se com conquistas? Como se sentir satisfeito? Como sentir-se Feliz por conquistar algo?

O que realmente tem valor sempre está naquilo que não se pode pagar, o valores morais e emocionais não tem preço: amizade, fidelidade, saúde, fé, e o amor.

Lógico que há muitas amizades e até casamentos por interesses, golpe da barriga, "amigos do meu e não meu"... mas isso em si são prazeres momentâneo, que o dinheiro compra por um tempo.

Para mim há apenas 2 tipos de profissões: operacional e gerencial

O operacional é o ponto inicial de qualquer pessoa, cada função tem seu valor bem definido pelo mercado, quem tem um emprego operacional a qualquer momento pode ser substituído, ou mudar de emprego por causa de algum pequeno benefício em outra empresa.

Já função gerencial é difícil quantificar o valor justo do salário. Um bom gerente ao ser contratado pode aumentar significativamente o faturando de uma empresa, mas se ele resolve sair tudo o que ele construiu pode despencar gerando muito prejuízo.

Quando um profissional foi responsável pelo crescimento da empresa ao desenvolver um produto, serviço, implantou algo significante, deu idéias ou sustentou e apoiou a empresa em momentos difíceis... Quanto que agora, após as vitórias, após a empresa ter crescido e passado pelas fazes difícil,  quanto vale esse profissional?

Empresas crescem, mas e as pessoas?
É mérito apenas dos gerentes o crescimento corporativo?

Designer, Engenheiro, Auxiliares,  Programadores, Médicos a principio são profissões operacionais.

Mas o mesmo conhecimento do médico que salva a vida de um milionário também salva um mendigo.

Seria justo que o médico que trabalha para ricos ganhe mais do que os que trabalham para o governo?

Qual a diferença de um programador que trabalha no Google ou Microsoft em relação a uma pequena empresa?

Lógico que empresa maiores só contratam os melhores, e tem muita gente que tem muito que aprender ainda, assim a diferença de salários para a mesma função depende sim não só dá empresa, mas da capacidade e responsabilidade, da pressão que a pessoa está disposta a assumir.

Se eu cometo um erro no software de uma pequena empresa, só esta e seus clientes talvez perceberão, mas se alguém da Microsoft erra, todos usuários do Windows podem perceber erro.

Mas lógico que tudo não depende de uma única pessoa, quanto maior o alcance de um sistema, maior a equipe, maior o cuidado, melhor os testes e as divisões de responsabilidade, e mesmo assim há falhas...

O cenário se agrava mais em pequenas empresas onde tudo é para ontem, onde a equipe é pequena, quando não dá para fazer testes exaustivos, e os problemas que o funcionário tem não são só os da empresa, há também problemas pessoais que mesmo indiretamente interferem no rendimento, na concentração, na dedicação à empresa.

Tenho 38 anos, sou casado, tenho 2 filhas, e um custo fixo alto que de certa forma eu escolhi ter, é a classe social, é o padrão de vida que quero ter por isso não dá para arriscar, ficar trocando de emprego, não moro mais com meus pais, tenho uma família a sustentar, um padrão de vida a manter.

Não dá para trocar o certo pelo duvidoso, por outro lado o cansaço vai crescendo com a idade, e a desmotivação vai crescendo quando não se vê da diretoria qualquer reconhecimento por todo esforço que já foi feito.

Por outro lado há tantos ladrões, tanta corrupção, desonestidade e esses sim por meio de sua maldade ganham muito dinheiro desonestamente.

Em fim, eu creio que há um tempo para tudo, o difícil é esperar, pois somos ansiosos e queremos tudo sempre para ontem.

No tempo certo Deus dará, seja uma promoção, seja um novo emprego que nos valorizar.

domingo, 1 de fevereiro de 2015

Talentos

Mateus, 25:14-30
“E também será como um homem que, ao sair de viagem, chamou seus servos e confiou-lhes os seus bens. A um deu cinco talentos, a outro dois, e a outro um; a cada um de acordo com a sua capacidade. Em seguida partiu de viagem. O que havia recebido cinco talentos saiu imediatamente, aplicou-os, e ganhou mais cinco. Também o que tinha dois talentos ganhou mais dois. Mas o que tinha recebido um talento saiu, cavou um buraco no chão e escondeu o dinheiro do seu senhor. “Depois de muito tempo o senhor daqueles servos voltou e acertou contas com eles. O que tinha recebido cinco talentos trouxe os outros cinco e disse: ‘O senhor me confiou cinco talentos; veja, eu ganhei mais cinco’. “O senhor respondeu: ‘Muito bem, servo bom e fiel! Você foi fiel no pouco, eu o porei sobre o muito. Venha e participe da alegria do seu senhor!’ “Veio também o que tinha recebido dois talentos e disse: ‘O senhor me confiou dois talentos; veja, eu ganhei mais dois’. “O senhor respondeu: ‘Muito bem, servo bom e fiel! Você foi fiel no pouco, eu o porei sobre o muito. Venha e participe da alegria do seu senhor!’ “Por fim veio o que tinha recebido um talento e disse: ‘Eu sabia que o senhor é um homem severo, que colhe onde não plantou e junta onde não semeou. Por isso, tive medo, saí e escondi o seu talento no chão. Veja, aqui está o que lhe pertence’. “O senhor respondeu: ‘Servo mau e negligente! Você sabia que eu colho onde não plantei e junto onde não semeei? Então você devia ter confiado o meu dinheiro aos banqueiros, para que, quando eu voltasse, o recebesse de volta com juros. “‘Tirem o talento dele e entreguem-no ao que tem dez. Pois a quem tem, mais será dado, e terá em grande quantidade. Mas a quem não tem, até o que tem lhe será tirado. E lancem fora o servo inútil, nas trevas, onde haverá choro e ranger de dentes’.

Deus é generoso ao distribuir talentos.
Ele distribui de acordo com o que cada um pode fazer.
Tudo vem de Deus, a começar com nossas vidas, saúde, filhos, cônjuge, emprego, bens....
Temos que ser responsáveis com o que Deus nos deu.

Há pessoas que tem uma visão errada de Deus

Os servos foram chamados de "fiel", e não de esperto, ou trabalhador, ou sortudo...

Servir por amor, por fidelidade, da alegria.
Todo investimento corre risco!
Mas todo risco exige fé, visão e conhecimento.

É preciso sermos zelosos e não negligentes: com horários, responsabilidades, conhecimento de Deus.

E preciso colocar o reino de Deus em primeiro lugar.