quarta-feira, 19 de agosto de 2020

Medíocre e Inútil

Antes de entrar no tema, quero te convidar a ouvir 3 músicas:

1) Passarinhos - Mcida
https://g.co/kgs/WfaKG2
https://youtu.be/IJcmLHjjAJ4

2) The Duel - Electronic Dreans
https://g.co/kgs/z4tz45
https://youtu.be/LIbLoT51PFo

3) A sua música, uma música que você gosta muito... Lembre do ritmo, da letra, do que ela significa para você, no que você se identifica com essa música.

E agora quero ler uma parte da letra da primeira música:

...
A Babilônia cinza e neon
Eu sei meu melhor amigo tem sido o som
Okay, tanto o carma lembra Armagedom orei,
Busco vida nova tipo ultrassom, achei
Cidades são aldeias mortas desafio
Não sei se competição em vão que ninguém vence
Pense num formigueiro, vai mal quando pessoas viram coisas
Cabeças viram degrau
No pé que as coisa vão Jão
Doideira, daqui a pouco resta madeira nem pro caixão
Era neblina hoje é poluição
Asfalto quente queima os pé no chão
Carros em profusão, confusão
Agua em escassez bem na nossa vez
Assim não resta nem as barata (é memo)
Injustos fazem leis e o que resta p'ocês
Escolher qual veneno te mata
Pois somos tipo
Passarinhos soltos a voar dispostos
A achar um ninho
Nem que seja no peito um do outro

Percebe as comparações?
As reflexões?
O contraste?
A história na letra?
Faz sentido?
Isso tem a ver com sua vida?
Com a vida de alguém que você conhece?

E a outra música, só instrumental?
Só ritmo?
O que se pode dizer?
O que significa?
É boa, é legal?
Como avaliar?
De que forma julgar?
Qual critério usar?

E por fim, a sua música...
Porque você gosta?
Com o que você se identifica?
A batida, o ritmo, a letra?
A história canta sua vida?
Ou canta sei sonho?
Ou expressa seu sentimentos?


Da mesma forma, Deus, por meio de Jesus, na Bíblia usou algumas parábolas para expressar o que sente, e o que pensa a nós humanos, para que possamos ter um olhar crítico ao que ocorre ao nosso redor, para refletirmos e comprar nossas vidas com alguns personagens.

Aqui Jesus está falando com o que se parece o Reino dos Céus:

“E também será como um homem que, ao sair de viagem, chamou seus servos e confiou-lhes os seus bens. A um deu cinco talentos , a outro dois, e a outro um; a cada um de acordo com a sua capacidade. Em seguida partiu de viagem. O que havia recebido cinco talentos saiu imediatamente, aplicou-os, e ganhou mais cinco. Também o que tinha dois talentos ganhou mais dois. Mas o que tinha recebido um talento saiu, cavou um buraco no chão e escondeu o dinheiro do seu senhor.  “Depois de muito tempo o senhor daqueles servos voltou e acertou contas com eles. O que tinha recebido cinco talentos trouxe os outros cinco e disse: ‘O senhor me confiou cinco talentos; veja, eu ganhei mais cinco’.  “O senhor respondeu: ‘Muito bem, servo bom e fiel! Você foi fiel no pouco, eu o porei sobre o muito. Venha e participe da alegria do seu senhor!’  “Veio também o que tinha recebido dois talentos e disse: ‘O senhor me confiou dois talentos; veja, eu ganhei mais dois’.  “O senhor respondeu: ‘Muito bem, servo bom e fiel! Você foi fiel no pouco, eu o porei sobre o muito. Venha e participe da alegria do seu senhor!’  “Por fim, veio o que tinha recebido um talento e disse: ‘Eu sabia que o senhor é um homem severo, que colhe onde não plantou e junta onde não semeou. Por isso, tive medo, saí e escondi o seu talento no chão. Veja, aqui está o que pertence ao senhor’.  “O senhor respondeu: ‘Servo mau e negligente! Você sabia que eu colho onde não plantei e junto onde não semeei? Então você devia ter confiado o meu dinheiro aos banqueiros, para que, quando eu voltasse, o recebesse de volta com juros.  “ ‘Tirem o talento dele e entreguem-no ao que tem dez. Pois a quem tem, mais será dado, e terá em grande quantidade. Mas a quem não tem, até o que tem lhe será tirado. E lancem fora o servo inútil, nas trevas, onde haverá choro e ranger de dentes’.
Mateus 25:14‭-‬30 NVI

Nesta história com quem você se identifica?
Olhando ao seu redor, você identifica outros com o perfil dos outros?
Quem você acha que é?
Quem você gostaria de ser?

No final ele fala do servo inútil, forte não?
Adaptando para os tempos de hoje como poderia ser essa expressão?

Cristão inútil?
Cristão não praticante?
Cristão fraco?

Dizem que somos a média das 5 pessoas que temos mais próximos de nós.

Se é assim, a questão é com quem andamos?
Mas e agora isolados?
Com quem estamos falando?
Em um mundo com tanta tecnologia e entretenimento, as vezes podemos estar andando mais com pessoas virtuais, influencer, ouvindo e seguindo usadas coisas.
A questão é que de uma forma ou de outra somos influenciados, ou estamos influenciando.

E a dura realidade é que muitas pessoas estão na média, estão pairando no nada, nem absorvem, nem ensinam, não multiplicam, não fazem nada com os dons que Deus deu, e vivem vidas inúteis.

Vamos, mudar, vamos fazer a diferença, voar mais do que passarinhos, como águas, e multiplicar, vamos elevar a média.

quarta-feira, 5 de agosto de 2020

Porque reclamamos tanto?

Todos tropeçamos de muitas maneiras. Se alguém não tropeça no falar, tal homem é perfeito, sendo também capaz de dominar todo o seu corpo.
Tiago 3:2 NVI

Controlar o que falamos é sinônimo de perfeição.

E antes de falar sobre o porque reclamamos tanto vamos refletir sobre o órgão do corpo que usamos para reclamar

Assim também, a língua é um fogo; é um mundo de iniquidade. Colocada entre os membros do nosso corpo, contamina a pessoa por inteiro, incendeia todo o curso de sua vida, sendo ela mesma incendiada pelo inferno.
Tiago 3:6 NVI

Com a língua bendizemos o Senhor e Pai e com ela amaldiçoamos os homens, feitos à semelhança de Deus. Da mesma boca procedem bênção e maldição. Meus irmãos, não pode ser assim!
Tiago 3:9‭-‬10 NVI

Porque falamos coisas tão ruim?

Contudo, se vocês abrigam no coração inveja amarga e ambição egoísta, não se gloriem disso nem neguem a verdade. Esse tipo de “sabedoria” não vem dos céus, mas é terrena; não é espiritual, mas é demoníaca.
Tiago 3:14‭-‬15 NVI

Tudo bem de um coração mau.

Temos inveja, e queremos construir as coisas com nossas forças.

Não aceitamos os erros dos outros, e nem queremos olhar para o nosso.

Vivemos dando desculpas para tudo.

Procatinando resolver nossos problemas.

Olhamos a sujeira do outro, acusamos, para não ver a nossa sujeira.

De onde vêm as guerras e contendas que há entre vocês? Não vêm das paixões que guerreiam dentro de vocês ?
Tiago 4:1 NVI

Irmãos, não falem mal uns dos outros. Quem fala contra o seu irmão ou julga o seu irmão fala contra a Lei e a julga. Quando você julga a Lei, não a está cumprindo, mas está agindo como juiz.
Tiago 4:11 NVI

Que possamos abrir nossa boca pausa sermos vulneráveis

Portanto, confessem os seus pecados uns aos outros e orem uns pelos outros para serem curados. A oração de um justo é poderosa e eficaz.
Tiago 5:16 NVI