domingo, 11 de fevereiro de 2018

A Covardia Destroi

Não dizer nada, omitir, contar meias verdades, não enfrentar uma situação, por medo, é covardia.

A omissão e a negligência destroem tanto quando uma acção errada.

Não dar uma direção certa, não tentar, não dá em nada, não ensina, não aperfeiçoa, não gera experiência, a vida sempre nos leva a algum lugar, geralmente não é bom.

Eu queria mudar tudo!
Mudar o mundo!
Mas nem consigo mudar minha vida.
Não consigo influenciar minha família.
Ninguém me nota, sinto-me sobrando...
Sem respeito, sem valor, inútil.

O muro é de Satanás, já diz o ditado, assim ficar em cima do muro já é em si uma derrota.

Como ter coragem para decidir?
São tantas variáveis!
Toda decisão de alguma forma envolve outras pessoas.
Não quero ferir ninguém.
Mas, ao não decidir já estou ferindo.
Se eu falar, perco o pouco respeito e autoestima que ainda tenho.

Não sei falar.
Não sei orar.
Não sei me abrir.
Não sei chorar.
Não sei ser empático.
Não sei cultivar amizades.
Não sei ser marido.
Não sei ser pai.
Não sei ser líder.
Não sei ser cristão.
Não sei o que está acontecendo.
A covardia é demais para um homem.
Só sei trabalhar, acho.
Só sinto uma tristeza tão grande.
Um peso que está me sufocando.
Queria gritar, chorar, socar, pular...
Mas só consigo fugir para o esquecimento...
Tentar dormir, na única fé, de que amanhã tudo tenha passado.